Muito interessante, prática que deveria ser mais corriqueira no Brasil.

Segurança e Cidadania

A Polícia Civil do Paraná efetuou uma operação sobre mortes ocorridas no hospital Evangélico de Curitiba.  As investigações não estão mais sobre sigilo desde ontem, por determinação da Vara de Inquéritos Policiais e a pedido da Delegada que preside o caso, Paula Brisola.

A investigação que resultou na prisão de quatro médicos em Curitiba, entre eles a médica Virgínia Helena de Souza Soares, chefe da UTI e uma enfermeira, suspeitos de provocar a morte de pacientes, indica de que os pacientes tenham morrido pelo uso de anestésicos, com a diminuição da quantidade de oxigênio nos respiradores.

“As denúncias que deram origem ao inquérito, feitas por funcionários e ex-funcionários do Hospital Universitário Evangélico, relatam que médicos injetavam Pavulon, um relaxante muscular utilizado para entubar pacientes.

Esse medicamento paralisa os músculos e, quando associado à baixa ventilação dos pulmões, pode provocar parada respiratória.” Diz uma reportagem da folha de São Paulo.

O…

View original post 334 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s